quarta-feira, 24 de abril de 2013

QUERIA APENAS




Queria olhar-te
Perder-me em memórias
Guardadas, lembradas
P’los trilhos da distância

Queria apenas abraçar-te
Sem nada dizer,
Para te beijar
No enlevo do momento

Queria sentir-te
Ouvir,
Chorar e rir
Ou simplesmente ficar quieta

Queria amanhecer ao teu lado
No aconchego dos teus braços de prazer
E esquecer-me do amanhã
Enfim…

Queria apenas dizer,
O desejo de estar ao teu lado
E exaltar quanto te amo…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

SOU MULHER E MISTÉRIO