segunda-feira, 29 de abril de 2013

NAS ONDAS DO TEU ABRAÇO




Navego em sonhos,
Como em mar de calmaria
Ou tenebroso,
Através de nevoeiro,
Sendo tu, o farol que me guia

É em teus braços que me abrigo,
Das ondas revoltas,
Como meu porto seguro

Teu sorriso no olhar,
É como brisa que passa,
E teu corpo, como o mar,
Espreguiçando-se nas areias da praia,
Onde minha alma se liberta

Unidos navegamos num único mar
Onde nossos corpos se colam,
Em noite de estrelas,
No calor d’um abraço…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

ESQUECER-ME DO TEMPO