domingo, 26 de abril de 2015

...

….


Na tristeza d’um sorriso
Com o calor do abraço,
Mesmo que seja distante,
A alma sente o afago

Pois que cada amanhecer
Transporte uma brisa suave,
Para secar a solidão
Nas lágrimas do orvalho da noite…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

SENTIMENTOS SEM PALAVRAS