terça-feira, 28 de abril de 2015

SINTO FALTA

SINTO FALTA

Como sinto falta
De olhar para o horizonte inatingível,
E ser uma pessoa especial

Como sinto falta
De me lembrar do futuro,
E não apenas viver o presente

Como sinto falta
De sentir livre diante duma ilusão,
Mesmo que a dor traga uma lágrima

Como sinto falta
De falar sem receio,
Ou de sonhar acordada

Como sinto falta…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

SENTIMENTOS SEM PALAVRAS