TEMPO NO TEMPO

TEMPO NO TEMPO

Tempo que passa
Soltando bocados
Da vida que passou

Presente d’um tempo
Em silêncio parado
Marcado nas horas futuras

Horas,
Minutos,
Segundos,
Tecidos no tempo
Com relógios
De ponteiros ansiosos

Omite-se tempo no tempo
Em vontades próprias
Para além do desejo

E o tempo voa
Na brisa do tempo
Sem nunca parar
Num tempo que há-de vir…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Comentários

Mensagens populares deste blogue

FIM DE LUTA

VIVENDO O AMOR