domingo, 26 de abril de 2015

UMA NOITE

UMA NOITE

Os últimos raios de sol
Diluem-se no horizonte
Quando a noite que chega,
Como uma luz que se acende,
Serena e calma

É como meu pensamento,
Em outra dimensão,
Entre desejos e quereres
Para uma noite
Que ainda agora iriá começar…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

SENTIMENTOS SEM PALAVRAS