sábado, 16 de julho de 2011

AO ENTARDECER


Enrolo-me
agarro-me
a ti
como a hera à àrvore
sedenta de teus beijos
abraços meigos
doces caricias
vividas a dois
numa floresta de desejos
onde nossas seivas
se misturam
em uma só
Teus braços aconchegam
este doce amor
embrenhando-se em mim
todo esse calor
enrolando-me
em beijos sem fim...

Sem comentários:

Enviar um comentário

RASAS E ESPINHOS