sexta-feira, 29 de julho de 2011

DOR E MÁGOA


Desencanto
De meu coração
Rosa murcha sem abrir
Calcada
Pisada
Na calçada
Atirada sem dó
Por ela dobraram os sinos
Com tamanha tristeza
Pensaram ser minh’alma
Sucumbindo
De tanta mágoa
Choro lágrimas ao vento
De tanta dor que sinto
A rosa murcha
Sou eu
Calcada ao vento lançada…

Sem comentários:

Enviar um comentário