segunda-feira, 4 de julho de 2011

IMAGINAÇÃO


De braços abertos
Tento abarcar o Mundo
No alto do penhasco
Para estar mais junto do Céu
Vejo o horizonte
Mais perto de mim
E o vento passando
Trás boas novas do meu amado
Fecho os olhos
Imagino-o comigo
Que nem uma águia
Em seu voo alucinante
Continuo de braços abertos
Onde não há presas
Apenas querendo voar
Planícies
Vales
E subindo ao morro mais alto
Para depois em “looping”
Quase a tocar a terra
Voos rasantes nas estepes
Para voltar a subir
Como a minha imaginação voou
Mas eu continuo
No alto do penhasco
De braços abertos…

Sem comentários:

Enviar um comentário

AO TELEFONE TUA VOZ, NOSSO DESEJO