segunda-feira, 11 de julho de 2011

CAMINHANTE

Parto
por esses caminhos errante
à procura do "eu" perdido
levando na bagagem
sonhos e tristezas
por desvendar
Não há sol que aqueça
o frio que em mim transborda
a não ser a paz
que procuro
doutrora tambem perdida
Meus pés sangram
por mim
d'um peso que em si carregam
em caminhos tortuosos
cravados de pedras
como se de meus pecados fossem....

Sem comentários:

Enviar um comentário