terça-feira, 12 de julho de 2011

OUTONO

Folhas caem
mortiças
velhas
no arrastar do tempo
A brisa passa
breve e serena
tocando meu rosto
Em meus pensamentos
imagino-te aqui
recostada ao teu peito
num doce entardeçer
Uma a uma
as folhas de outono
esvoaçam
em torno de mim
Sinto tua voz
em grito sufocado
chamando por mim
como as àrvores
que se desnudam ao frio
numa tarde de outono...

Sem comentários:

Enviar um comentário

RASAS E ESPINHOS