quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

LÍRIOS DO CAMPO




Toco em meu corpo
Suavemente

O xaile que tapa
Vai caindo lentamente
Como pétalas de lírios do campo
Sobre a brisa que passa

Olho meus ombros nus
E sinto a maciez da pele
Que em palavras mudas
Vou calando os sentimentos
Espalhados pelo chão…

Sem comentários:

Enviar um comentário

RENDER-ME AO CASTIGO