sábado, 23 de julho de 2011

A LER


Oh quão doce e terno
meu amor
te vislumbro
em frases meigas
d'um livro que leio
Queria-te presente
e eternamente
a meu lado
como perfume
que exala d'uma rosa
Como sinto a dor da solidão
calando forte
um peito ferido
d'uma mágoa sofrida
Não consigo ler
os olhos marejados de lágrimas
e um soluço abafado
não me deixam continuar
a ler....

sexta-feira, 22 de julho de 2011

DA MINHA JANELA


Limpo os vidros
embaciados
da janela onde
vislumbro o horizonte
O sol põe-se
para dar lugar à noite
Da minha janela
vejo o mundo
a mim
a ti
a todos
Ela é pequena
mas abarca
sentimentos
desejos
quereres
numa imaginação louca
de um querer voar
de estar presente
Através da minha janela....

quinta-feira, 21 de julho de 2011

NUMA RUA QUALQUER


À luz d'um candieiro
em meu local de espera
de todas as noites
Naquela rua sombria
apenas existe um
que alumia
enquanto fumo um cigarro
Um homem aproxima-se
pedindo o dinheiro da noite
Eu pertenço-lhe
Ele exige-me
Apalpa meu corpo
para satisfazer
seus caprichos de homem
de dono
e senhor
meu corpo estático
cedendo
à espera de um próximo
Numa rua qualquer
sob a luz d'um candieiro...

MÃOS


Mãos unidas
mãos que agarram
um presente e um futuro
mãos que sentem
que pressentem
Duas mãos
numa só
como a vida
Mãos unidas
enlaçadas
enredadas
dadas
com um só nó
Mãos unidas
a um desejo
de querer
mãos enleadas
no enlevo
de um sonho
acordado....

TU MULHER


Mulher que te transformas
por raiva
ódio
Mulher que te flagelas
por tua dor
angústia
Mulher que te escondes
da doença
da morte
Mulher que vives na solidão
sem familia
sem amigos
Mulher que não choras
sem alma
sem esperança
Mulher que te renegas
sem luz
triste
Esta Mulher simplesmente
És tu Mulher...

quarta-feira, 20 de julho de 2011

PEITO DORIDO


Colo em mim
no meu peito dorido
rosa vermelha
que sangra a alma
das feridas eternas
Rasgo-me
esventro o meu ser
da dor que sinto ter
Espinhos
que perfuram em mim
tudo o que sinto
e me fazem sangrar
gota a gota
a angústia
nela contida
Meu peito dorido
sangra feridas eternas...

A ESPERA


Banho-me em àguas quentes
esperando por ti
Sinto-te
E as águas que me rodeiam
molham minhas roupas
meus cabelos
fazendo-me igual
a sereia do mar meu
Quero
Desejo
Anseio
Numa praia d'aguas limpidas
espraio-me
tal como as ondas
o branco de minhas roupas
misturam-se com a espuma do mar
Corpo ondulante
no teu sentir...

terça-feira, 19 de julho de 2011

FOGO DA PAIXÃO


Ardentem intensas labaredas
de uma fogueira
que incendeia
queima
arde
de um calor atroz
É o fogo da paixão
que enebria
os corações
e que voa...voa
deixando loucas
sensações
um fogo que arde
Fogo da Paixão
que enredeia
e tece teias
nos mais duros corações
Fogo da paixão
é magia
é sonhar
é receio de amar...

segunda-feira, 18 de julho de 2011

PORTO DE ABRIGO


Venho para meu porto
porto de abrigo
de tempestades
do mar
Estou em terra
terra firme mas sozinha
sem ti
que solidão
Oh vida triste
apenas oiço
o grito das gaivotas
o bater das ondas no mar
e eu
sózinha
soprando leve briza
levantando meus cabelos
deixando ver minhas pernas
e eu sózinha
em meu porto de abrigo...

TEMPO QUE PASSA


Quanto custa passar
o tempo sem ti
por perto
vejo-te na imaginação
numa triste solidão
até as àrvores choram contigo
tal é o teu só em retiro
Falas
ris
mas tua alma sangra
chorando
clamando
dando gritos
na clareira sem fim
No tempo que passa
a solidão desgasta
eu chamando por ti
mas não me ouves
não entendes
No tempo que passa
a minha tristeza...

domingo, 17 de julho de 2011

FRENTE


Frente a frente
sem mais ninguem
fixo teus olhos
lendo tu'alma
Não fales
que eu tambem não
o silêncio
e os olhos
falarão por nós
O peito estala
de nós dados e desatados
dizendo não
mas da boca sai um "sim"
desejando
o desejado
querendo
o que não alcança
Não fales
deixa-me ver tu'alma...