segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

BRAÇOS DO VENTO




Meu abraço frio
Na tarde quente
Da tua ausência

Voa meu pensamento
Nos braços do vento
Calado sereno

Oh minha alma triste
De canto dorido
Com palavras mudas
Num eco surdo

Brisa traz-me carícias
Que guardo em mim
Tantas saudades
De gritos abafados

Desejo tua vontade
De aquecer a alma
Bem junto de mim…

Sem comentários:

Enviar um comentário

RASAS E ESPINHOS