sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

FOGO AMADO




Ventos do entardecer
Onde raios de calor
Atingem o horizonte

Vontades
Quereres
Desejos sem fim
Numa distância tão perto

Ondulam carícias no rosto
Beijos nos lábios
Palmilhar de caminhos
Onde o côncavo e o convexo
Se encaixam na perfeição

Arde fogo da paixão
Amar louco do desejo
Em cores quentes
Doces e suaves

Entregas mútuas
Na simbiose do delírio
De ânsias num abraço
No descanso do peito amado

Sem comentários:

Enviar um comentário

SOU ASSIM