sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

GRITO DAS ALMAS



Banho-me no teu beijo
Doces afagos
Que endoidecem

E sem falar
Olho em teu olhar

Nossas almas
Gritam caladas
Por beijos
Meigos
Sôfregos

Gozamos odores
Molhados
Na onda rubra
Da paixão

Sentidos apurados
Gritam silenciosos
Olhando os espíritos
Num calor do abraço
Murmurando baixinho

Mãos nos corpos
Exprimem desejos
De conter mas ter
O mais belo, sublime
Do sonho sonhado…

1 comentário:

RASAS E ESPINHOS