domingo, 5 de fevereiro de 2012

DEIXEM-ME VOAR




…”Deixem-me esticar os braços
Num correr desenfreado
E dêem-me asas quero voar
Em nuvens num céu dourado
Sem distâncias nem rumos certos

Sentir dentro da alma
O vento da felicidade
Dando cor ao sentimento
De um coração a pulsar”…

1 comentário:

  1. .

    FONTE BENDITA

    A poeta é como uma fonte em tempos de água farta. Sua poesia flui como o líquido cristalino que mata a nossa sede de beleza poética e nos permite delícias em forma de inspirados versos...

    ResponderEliminar

SOU ASSIM