sábado, 14 de janeiro de 2012

PALAVRAS AGARRADAS




…”Mãos marcadas pelo tempo
Agarram palavras caladas
Sentidas no rio das penas
De um poeta que atira ao vento
Letras com o encanto da paixão
E sílabas de dor e sofrimento”…

MELODIA DE FOGO




…”No rio da vida
Há lagos de serenidade
Pintados em cor de fogo
No deslizar da melodia das águas
Queimando ardentes paixões”…

OLHAR




…”Incertezas
Dúvidas
Um olhar em frente
Com a certeza no presente
Num amanhã que virá”…

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

ILHA DE AFAGO




Mar…
Que se vai espraiando
Como braços num afago
Ao por do sol
Numa ilha encantada
Que acontece do nada
Mas sempre presente
No querer do ensejo
Parecido a longo beijo
De eternos namorados

Ilha de fascínios inolvidáveis
Enlaçada no mar manso e doce
Espera num correr atento
A voz da sereia seduzida…

«--»





…”Nas ruínas do templo esquecido
Descanso meus pensamentos
Num olhar perdido de nada
Com o afago da saudade!”…

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

MIRAGEM




Com janelas trancadas
À luz da lua viradas
Um passado amarelecido
Nas calmas águas do mar
De um tempo parado
Esquecido, perdido
Em fragrância de uma rosa
Cravada em espinhos
Dolorosa, sofrida
Murcha na rédea da alma
Condenada pela tristeza
Nas lágrimas amargas
Algum dia choradas

Profanados ideais um dia tidos
Nas profundezas errantes de vãs quimeras…

MELODIA DESPIDA




Fez-se silêncio na sala
Para os acordes leves, suaves
De um violino que chora
As mágoas do tocador

De olhos fechados
Ouvido afinado
O arco e os dedos
Percorrem lentamente
Como lágrimas salgadas
Deslizando pelo rosto

Caiem notas pelo ar
De um Outono despido
Com folhas amarelecidas ao tempo
Do contratempo ajustado…

ALMA SOFRIDA




Leva-me até ti
Deixa que minha alma parta
Pois meu corpo está frio

Traz em mim teu olhar
De um ser apodrecido
Que nem pisado já é

Eleva-se uma alma sofrida
Dilacerada e escondida
Para o sorriso de uma luz
Que ilude e encanta
No prazer do desejo…

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

...()....




…”No sótão dos sentimentos
Os abraços têm calor
Em distâncias sem palavras
Aquecido no olhar!”….

SOL DA NOITE




Dá-me a mão
Espreitar o sol na noite
Entrar em noutra dimensão
Com luas cor de fogo

Que se separe o céu da terra
Se unam constelações
Para lá da via láctea

Sentimentos entrelaçados
Guiados por estrelas cadentes
Em desejos ansiados

Fogo em brasa
Chama ardente
Rasga a alma de querer
Em por de sol escaldante…

SOBRE O MAR




Estrelas seguem-me
À beira mar
Numa brisa nocturna
Vendo mar manso

Vejo-te em pensamentos
Sinto carícias
Beijos e mimos
Que fazem olhar o horizonte

Ventos calmos
Levem meus pés a ti
Sobre a imensidão do mar
Tendo Deus como meu guia…

REVOLTA




Noites de breu
Ventos que açoitam
Minha alma negra
Sem a brancura das vestes

Lua que desencanta
Estrelas que já não brilham
Quero voar e não posso
Uma dor que se acumula
De gritos abafados
Com palavras mudas
Caladas

Nuvens escuras que se abatem
Sobre meu peito cansado
Como ave agoirenta
De má sorte para mim trazida

RECADOS




…”Sinto toque na minha pele
Um deslizar no manto
Sussurrar ao meu ouvido
Sentindo tua presença

Há uma ausência no ar
Um desejo no peito
Sentir tua voz calada
E querer no olhar

Um arrepio em mim
Sinto um beijo no meu rosto
Que subtilmente se desvanece
Parecia beija-flores
Trazendo recados teus”…

VENTOS




Oh ventos
Que rasgam o meu olhar
Fazem soltar o cabelo
Assobiar melodias ao ouvido

Oh ventos
Tragam meu sorriso de volta
Encantar minha alma
Por quanto eu desejar

Oh ventos
Deixem abrir meus braços
Para abraços de carinho
Que sinto dentro do peito…

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

PENAS SOLTAS




Soltam-se penas
De todo o meu penar
Sob a escuridão
De um olhar frio

Deixei a asa do meu braço
No alto espaço do céu
Quanta é tamanha a dor
Que me rasga e esventra
Levando ao meu abandono

Minhas asas já não voam
Para as estrelas
Ligaram-se sem solução
Nem propósito…

VOU DEIXAR...




…”Vou deixar que o mar
Leve meus pensamentos
Em barcos de esperança
Guiados pelo sol da vida”…

QUANTOS...




Quantas ideias voam
Perdidas em voos rasantes
Na alma outrora risonha

Quantos sonhos deleitam
A voz calada
De um desejo contido
Em afagos de um beijo

Quanta esperanças vãs
Ficam num olhar sofrido
Sem palavras ditas…

RÉSTIA DE LUZ




De espinhos cravados
Num túnel de ideias enleadas
Procuro um caminho
Onde brilhe a esperança

Oh alma crucificada
Em sangue seco
Sara as chagas profundas
De um coração que se arrasta

Réstia de luz que brilha
Guia meus passos trôpegos
Pelos trilhos da Vida…

ODORES




Perfumes…
Para que servem
Se mesmo à distância
Ainda sinto o teu odor

Ventos trazem a fragrância de ti
O calor que me abafa
No frio silêncio da noite

Um abraço perdido em mim
Num murmurar suave
Acalenta minha alma…

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

ALMA/SONHO




Olho as bolas de sabão coloridas
Que tal como meus sonhos
Deslizam com a brisa…

Mas a caixa de minha alma
Fica como minhas mãos
Vazia e fria….

{...}




‎....A solidão, é o sentimento que mais dói na alma,
Esventrando lágrimas de sangue no silêncio da noite calada!

ANIVERSÁRIO DO MEU PAI




Hoje é teu Aniversário
Mas não te levarei prendas
Nem flores
Apenas terás a minha presença

Prendas e flores
Quando não são dadas em vida
Para que servem depois da morte

Em silêncio
Com palavras caladas
Falarei contigo, meu Pai
Para nosso conforto

O teu colo já não o tenho
Ou um simples olhar
Que tudo traduzia
Porque um dia, serenamente
Deixaste de estar junto de nós
Foste numa viagem sem retorno
Descansando a tua cabeça no meu colo

Rolam-me lágrimas de saudade
Porque te queria dar um beijo
Agarrar-me ao teu pescoço
E dizer-te:
PARABENS PAPÁ pelos teus 81 anos!!

domingo, 8 de janeiro de 2012

MÃOS POSTAS




Mãos postas…
Rezar
Meditar
Chorar
Ou um simples gesto…

Mãos postas…
Interiorização
Solidão
Vida
Ou sem pensar, assim ficaram

Mãos postas…
Querer
Desejar
Rogar
Ou …
Uma oração em silêncio!

MAIS UM OBRIGADA !!!!!




ATINGI A META DOS 100 SEGUIDORES DO MEU BLOG !!

VIRÁ MAIS ALGUÉM A SEGUIR???

OBRIGADA !!!!





NÚMERO TOTAL DE VISUALIZAÇÕES DE PÁGINA
15000....desde MAIO/2011

BALÕES COLORIDOS




…”Quero teus beijos
Macios
Desejosos
Que nos fazem voar
Como balões coloridos
Em ventos meigos de Felicidade”…

JANELA ABERTA




…”A esperança
Vai para além de uma janela aberta
De um sorriso triste
Sem palavras
No rosto de uma criança
Com medo de crescer”…

()




…”Voar…
Meus cabelos ao vento
Quero ser como um pássaro e voar
Ao entardecer e sonhar
Nas asas da imaginação”….

PRESENTE À DISTÂNCIA




Tua imagem esfuma-se
Misturada com lágrimas salgadas
Que teimosamente rolam
Como a água à nascente
Rasgando caminhos

Sente a minha voz baixinha
Como um sussurro
Sente as minhas mãos
Procurando tua boca
Em beijos nossos, meigos, sentidos

Desejos e quereres
Ultrapassando distâncias
Voando no tempo
Sem limites nem espaços

Minha alma sente
Estremece
Ausente está presente…

(:::)



…”Sonhos…
Têm a fragrância das flores
Num olhar sorrindo doce e brando
Planando com a brisa morna
Em alvas nuvens no céu!”…