sábado, 3 de março de 2012

(:::)



(...)


..."Costumo ser do avesso…o lado mais bonito fica por dentro!

ESCURIDÃO




…”E em meu quarto
Dou gritos no desabafo
Do sentir e querer
Onde a escuridão deixa ver
O sabor do corpo”…

(....)


[…]

…”Hum…meus lábios de sabor a mel
De vontade e desejo de tocá-los
Mesmo de longe o tão perto querer!”…

UM BEIJO | UM ABRAÇO




Passo a passo
Num luar que aquece
Nosso abraço

Querermo-nos
Como assim somos
Sem devaneios
Ou loucuras

Um beijo
Que ao aproximar
Nos faz arrepiar
Sem olhos fechar

Assim queremos ficar
Ouvindo nossos corações
Falar por nós
E em teus braços mimada

Que o tempo passe
Pois nós iremos com ele
Como águas de um rio
Transbordando do seu leito
Alegrias de viver…

BALOIÇAR




Vejo para além do presente
Um passado amarrado
Flutuando hoje
Nos baloiçar de teus braços

Paro para sentir o calor
Que chega até mim
Sei que és tu a pensar
Palavras não são precisas

Pelos jardins da vida
Regam-se flores de paixão
Em beijos de namorados
Que mesmo longe são dados

Vem baloiçar comigo
No jardim da esperança
Sorrir de mãos dadas
Com tuas carícias de amor….

(......)


(….)

…”Escondem-se lágrimas
Em pós do tempo
Que deslizam na alma!”…

(...)


(….)


…”Em páginas de luar
Escrevem-se pensamentos ao relento
Que voam nas nuvens do infinito!”….

sexta-feira, 2 de março de 2012

UTOPIA, NÃO!




Pensativa,
Vens ao meu encontro
Suavemente sem te ouvir

Levemente,
Dás um sopro na minha imaginação
Distante do corpo

Voltaste de um sonho
Jamais esquecido
Vontade de eternamente querer

Não me acordes
Junta-te a mim bem perto
Para sentirmos calor

Nada será utopia
Pois da intenção de quimeras
A certeza virá…

{...}


{….}

…”Soltei aos ventos tecidos de alegria
Aquecendo o corpo com teu sorriso
Para lavar feridas de tristeza
Com raízes de dores em mim!”…

(....)


(…)

…”Senti tuas mãos e um sussurrar baixinho
Como o infinito do mar manso
Das lembranças que tenho de ti
E que matam meu peito de tanta saudade !”….

(...)


(….)


…”Cantaste a melodia da saudade
Com voz trémula e lágrimas que não rolavam
Pedindo com o olhar o beijo que nunca demos!”…

DESEJOS




Desejos de querer
De vontades
Sentindo tua presença

Desejo de beijos
De um olhar consentido
No teu abraço

Desejos de ter-te
Colado a mim
No vibrar da paixão

Desejo de ouvir
Em doces murmúrios
Calar minha boca

Desejos no tempo
Sem noites nem dias
Numa demora sem prazo

Desejo de nós
Em silêncios calados
E … amor transformados…

quinta-feira, 1 de março de 2012

FLOR NO CORPO



Deste-me uma flor
De perfume suave
E com tuas mãos depuseste
Em meu corpo molhado

Flor que sela um amor
E que beijas com ardor
Tendo paixão minha
A flor que me deste

Vou gritar ao mundo
Levados pelas nuvens
Murmurando baixinho
Aos teus braços
Que te amo

Aroma de flor
Regada com gotas d’água
No meu corpo exaltado
Em chama por nós aquecida…

SEGREDOS D'AMOR




Nossos encontros
São mantidos em segredo
Queremos vivê-lo
Desejamos amar

Carícias e olhares
Beijos roubados
Mãos que falam
Nosso sentimento

Murmuras ao ouvido
Palavras de silêncio
Transbordam num arrepio
E em gritos de pensamentos

As bocas colam-se
Línguas vagueiam
Em atalhos de paixão
No ardor de abraços

Nossa vontade é maior
Com profunda intenção
Em odores e suores transformados
No nosso ninho quente de amor…

MÚSICA NOSSA




Ao luar e às estrelas
dancemos a nossa música
feita e misturada
com o acelerar
dos corações
em compassos, descompassados
leves e doces
com toques e carícias
dos nossos corpos

Ao longe
sons de violinos ecoam
Encantam o sonho
da nossa dança
que parece não ter fim

Nunca estivemos tão perto
Meu amor, e murmurando ao ouvido

Façamos desta dança
o bailado do amor completo
até o dia raiar...

(....)


(….)

Nuvens que passam
Sentimentos que ficam
Um pensar de mistério
Num desejo ansiado
Como carícias na brisa quente
Um toque esperado
Em beijos queridos
De ardente explosão

============

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

LENÇÓIS DE CETIM




Em nossa cama deitamos
Imaginação feita louca
Dois corpos colados
Numa noite sem ter fim.
Cobria-nos lençóis de cetim
Por onde deslizava uma paixão
Ondulando na fantasia
De mãos sôfregas
E um desejo no sentir.
Beijos calavam gemidos
De dedos nas descobertas
Em sensações plenas de ardor.
Pensamentos paravam
Para um mundo real…
Lençóis deixavam a descoberto
Uma entrega contida
Desejos incontroláveis
De “saciar” fomes do corpo e do coração
Num frenesim estonteante…

Não são apenas dizeres
É o nosso puro sentir….

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

FRIO DA AUSÊNCIA




Abraço-me
Encolho-me
Sinto frio
Tua ausência
Arrefece minha alma

Procuro na sombra
Vestígios de ti
Do calor que anseio
Ou de promessas vãs
Que caiem no vazio

Como dói o arrepio
Do relento da noite
E uma escuridão que meus olhos sentem

Abafo palavras de mim
No regaço de nada
Com mãos despidas, vazias
Tal como o frio que sinto…

ESCREVO...




Palavras que sinto
E que não digo
Sentimentos tidos
Mas contidos
Um olhar na distância
Para que se transforme em perto

Ah escrevo…
Porque minha alma grita sem eco
Como no sótão da vida
Pois em segredo ficam
Lamentos esquecidos
Feridas tapadas

Escrevo
Em boca calada
Mas olhar atento
Páginas serenas
Como brisas que passam
Em saudades da vida
Que matam o peito

Escrevo…
Porque corre-me sangue nas veias
De uma família que escreve também
Deixando-me por herança
Nem jóias, nem fortunas
Mas o gosto e saber escrever…

DESEJOS DE FOGO




Anoitece
Na busca de prazeres ocultos
Em sons que só a alma traduz

Fulgor na calma antecipada
De um sentir interior
Profundamente querido

Ventos de mansidão
Carregam nuvens de fogo
Beijando braços em enleio
Em corpos de paz alvoraçada

A luz vai escondendo-se
Ao longe por entre os ramos pálidos
Deixando uma chama acesa
Em paixão na vida desejada

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

ACORDO SOZINHA




Em sonho, dou-me
Sabores suor e gozo
Minha busca em teu corpo
Do prazer e do amor
Teu corpo em minha alma
E acordo sozinha e grito de dor

Eu beijo teu inconsciente
Tu moras em mim
O teu desejo beijo também…

DEIXAR DE PENSAR




Adormeço com o teu perfume
Com a distância do teu sentir
No cansaço de em ti me estar
E tua voz murmurar

Desejo teu acordar
Em fragrâncias de carícias
De beijos meu despertar

Teu querer ensandece
Fazer-me deixar de pensar
Fechar os olhos à razão
Numa explosão de emoções
Correndo como águas de um rio

Que transbordem do seu leito
Com profundas sensações
Deixando para trás o passado
Desejando intensamente o presente….

domingo, 26 de fevereiro de 2012

CAIS DE ESPERA




Abraçando o presente
No cais do futuro
Sinto calor na brisa que passa
Onde leves murmúrios teus
Encantam meu espírito
Que me faz olhar o horizonte

Quero-te como fogo que incendeia almas
E não tendo mais desejo
Beijos num apetecer de sorrisos doces

Ah como abraço em sonhos teu abraço
Calor que o corpo irradia
Criando a presença um extravasar de emoções
Ausência na distância amargurada

Aguardo no silêncio da alma
Teu regresso que auguro seja rápido
Pois meu coração não suporta esta tristeza
Sem tua voz meiga sussurrando
Que me quer e que sou a sua amada….

CABELOS DE MANTO




Leva meu olhar
Junta ao teu em prazer
De lábios desejados

Sensações presentes
Na distância
Com palavras apetecidas
Num voar de sonhos

Leva-me
No despentear suave dos cabelos
Para que seja nosso manto
E o fogo do amor aceso
A nossa cama….