quarta-feira, 20 de março de 2013

PRAZER/DESEJO




No encontro da paixão
Perdidos em sonhos
Dum abraço de desejos
Em beijos de vontades

Constelações de quereres
Inspirados num luar suave
Onde estrelas, talvez as mais brilhantes
Dão impulsos inquietos aos amantes

Noites de prazer
Entrelaçados em outra galáxia
Onde não existem limites
Para tamanho anseio

Sentimentos apetecidos
Num remoinho em chama
Clamando gritos abafados
Em horizonte sem fim

Que se incendeiem corpos
Como destino de verdades fascinantes
E ardente arrebatamento
Onde promessas não têm lugar…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário