domingo, 3 de março de 2013

VOAR NO TEMPO




Vento que me arrasta
Leva para bem longe
As dores que sinto

Lentamente
Caminho por entre a brisa
Sozinha
Pois quero regressar a ti


E de olhos fechados
Quero sentir a felicidade
De te ter presente
No calor dum abraço

Que a noite se transforme em dia
Os silêncios em palavras
No aconchego de ti
Para um beijo esperado…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

SOU MULHER E MISTÉRIO