quarta-feira, 6 de março de 2013

QUERO TER




Ah como quero ter
Nas minhas mãos
O sol que me viu,
Que me aqueceu

Sentir o calor
Ao entardecer
Quando os pensamentos voam

Como o quero ter

Numa praia,
No planalto,
Até na savana,
Ou mesmo no deserto,
Sol quente da minha Angola
Como te quero voltar a ter

Irei guardar-te
Em minhas pequenas mãos
Para não mais perder…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário