quarta-feira, 1 de maio de 2013

É TÃO SIMPLES




É tão simples amar-te
E tão simples ter-te
Num simples sonhar deste amor

É tão simples amar-te
No teu jeito meigo,
Na doçura desse olhar

É tão simples amar-te
Sentindo o deleite
E a vontade de mais querer,
Mesmo no sentir da ausência
Apertando o peito

É tão simples amar-te
Como simples é viver deste amor,
Trazendo toda a emoção
Por ser tão simples amar-te…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

RENDER-ME AO CASTIGO