quinta-feira, 9 de maio de 2013

GESTOS




Fechando os olhos
Vagueio pelo teu corpo
Tacteando nas palavras sussurradas

Dispo-te livre no tempo
Com ecos de passos ligeiros
Em gestos de paixão,
Falando em silêncio

A noite acontece em nós
Quando as mãos se entrelaçam,
E os corpos se cruzam
Nas sombras de pensamentos
Dos beijos dados

Rompe-se o silêncio
Em rumores abafados
Num amanhecer desnudado,
Transbordando tudo o que há em nós…


Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

2 comentários:

  1. Belíssimo. Adoro a sua poesia. Leio sempre mas não deixo comentários pois, que mais posso dizer após ler os seus versos? Obrigada poeta.

    ResponderEliminar

RENDER-ME AO CASTIGO