sábado, 11 de maio de 2013

SUAVEMENTE,SENTE-ME




Vem,
De mansinho, lentamente,
E sente o odor que paira no ar

É quem te deseja e quer,
Bem perto,
Sussurrando palavras de vontade
De intenso ardor

Vem,
Saciar toda uma paixão,
Voando sem pudor,
Num amor louco
Até amanhecer

Vem,
Pois nossas bocas irão murmurar
O que os olhos disserem,
No aconchego dos corpos,
Entrelaçados no prazer do amor

Vem,
Seremos o vento no silêncio da noite…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

FAZ FALTA OUVIR O CORAÇÃO