terça-feira, 28 de maio de 2013

SIGILO D’AMOR




Vem,
Sim, vem um pouco mais,
Para que possa dizer baixinho
Tudo o que te quero falar
E que ninguém possa ouvir

Vem,
Bem encostado a mim,
Porque é apenas de nós dois,
E em sigilo de nosso amor

Vem,
Lê todas as palavras dos meus olhos,
Pois com ardor o beijo é dado
Num doce silêncio,
Aliviando a dor da ausência

Vem,
Que os corações assim tão próximos,
Trocam amor eterno
Naquele breve momento…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

SONHO EM DELÍRIOS