sexta-feira, 24 de maio de 2013

MÃOS QUE FALAM




Mãos nas mãos,
Um conforto,
Com carinho,
Ocultando palavras
Mas dizendo: Estou aqui

Mãos
Que trazem alívio
À alma e ao coração,
Por vezes perdidos na solidão,
Em silêncios escondidos
Por dores profundas

Mãos
Que difundem paz,
Reproduzem serenidade,
Emanando uma ligação no enlace,
Sentida em pensamento

Mãos
Que sanam mágoas
Doridas na tristeza,
Sem ousar falar

Mãos
Entrelaçadas em melodia
Entoando a mesma canção
Numa única voz…

Fátima Porto
Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário