sábado, 6 de agosto de 2011

DOU-TE A ROSA


Não quero olhar em teus olhos
mas dou-te a rosa
porque meus olhos me iriam trair
Teu rosto
teu corpo
nosso desejo
e não quero
Mas minha alma diz o contrário
por isso nao te encaro
para nao veres
lágrimas a rolarem
e conter um grito
para ficares comigo
Não me vou arrastar
nem pedir para que fiques
mas mesmo assim
eu vou amar-te
e desejar-te
Não me olhes
apenas recebe esta rosa...

2 comentários:

  1. Amo as Rosas. Falam mesmo por nós.
    Lindíssimo poema, Fátima.
    O Amor é presente no seu BLOG...... ❤
    Saudações e beijos poéticos! ❤

    ResponderEliminar
  2. Quando os nossos sentidos falham a Poesia revela o sentido maior de uma existência que só encontramos nas entrelinhas de belos versos como estes. Parabéns

    ResponderEliminar

AO TELEFONE TUA VOZ, NOSSO DESEJO