domingo, 7 de agosto de 2011

MOLHADOS


Bem de frente um pra outro
sem dizer palavra
nosso desejo aumenta
aqueçe nosso querer
Sintos tuas mãos
meu corpo deliciar
mesmo molhados
suados
colamo-nos ainda mais
Sussurrando ao ouvido
teus braços envolvem-me
e beijas minha nuca
provocando um arrepio
Corpos nus molhados
suados
transformados em um só
Sinto-te
cheiro-te
sugo-te
porque te quero...

1 comentário:

RENDER-ME AO CASTIGO