segunda-feira, 29 de agosto de 2011

VOANDO NO DEVANEIO



Vem fugir
Meu devaneio
Conduzir em mim
Dissimular teu sorrir
Querer adorando
Vem esquecer

Dá-me o lado
Quero parecer
Pele amena
Teu contacto
Num tremor doce
No abalo
Da fantasia

Solta-te
Espontaneamente
Ao anseio
Do amor
Para bem próximos
Fugirmos no devaneio

Sem comentários:

Enviar um comentário

SENTIMENTOS SEM PALAVRAS