sábado, 13 de agosto de 2011

Á ESPERA


A espera tem sido longa
quase que raia um novo dia
e eu triste
abandonada e só
em cima d'um penhasco
Tive a lua como companhia
em toda a longa espera
está a dizer adeus
e eu continuo só
Rola um lágrima
de saudade
bem funda dentro do peito
quero gritar teu nome
nem a minha voz eu sinto
Porque tanta espera ....

Sem comentários:

Enviar um comentário

RENDER-ME AO CASTIGO