sábado, 13 de agosto de 2011

PENAR MEU



Tristeza minha
Dor que me invade
Como um vendaval interior
Como dói
Penas de minh’alma
Torturam-me em sofrimento
Nesta solidão que corrói
Todo o meu pensamento
Ventos levem p’ra bem longe
Toda esta sensação de dor
Quero gritar e não posso
Chorar
Já nem lágrimas tenho …

Sem comentários:

Enviar um comentário

DESCOBRIR-ME...