terça-feira, 23 de agosto de 2011

MEU CASTELO



Construi meu castelo
Na palma da mão
Eu era a rainha
Rei não tinha, não

Esqueci-me qu’era d’areia
Veio vento e derrubou
Chorei lágrimas amargas
Foi vida que levou

Hoje sonho
Com o meu castelo
Que hei-de um dia ter
Ventos transformam-se em brisas
Pr’a ele se poder suster

Vai ser dura caminhada
Não paro de lutar
Quero meu castelo de volta
E deixar de sonhar

2 comentários:

  1. Lindíssimo, querida amiga!! Amei seu castelo!! Bjus SOL

    ResponderEliminar
  2. COMO SEMPRE MEUS PARABÉNS POR TÃO BELO TEXTO POEMA QUE A CADA DIA QUE OS LEIO FICO ENCANTADO COM SEU POETAR DIVINO...

    ResponderEliminar

SENTIMENTOS SEM PALAVRAS