quarta-feira, 17 de agosto de 2011

EVAPORAÇÃO



Meu corpo ferve
Sentimentos tristes
Que torturam
Avassalam a alma
Em sobressaltos
Contidos
Quão duros
Esquecidos!

Corpo que te torces
De chagas profundas
Que queimam
Dilaceram!

De rastos
Misturando ao vento
Evapora-se dor…!

Sem comentários:

Enviar um comentário

É NA PENUMBRA