quinta-feira, 22 de novembro de 2012

....





...Ah quantas certezas fizeram de minha boca,
Voz calada,
E engolir lágrimas sofridas que rolavam no meu rosto...

Ah quantas certezas me trancaram no quarto da solidão,
Sentindo a ausência do teu abraço!..


Fátima Porto
ATENÇÃO: Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário