quarta-feira, 14 de novembro de 2012

MAGIA





No descansar do dia
Com ardor no céu
Vogam meus pensamentos
Numa brisa suave

Tenho saudades do sol quente
Numa praia qualquer
Onde as ondas calam
Em espuma no areal

Que ventos soprem meigos
Na barca de minh’alma
Para sentir tuas palavras
Ditas ao calor do coração

Tentar explicar toda esta magia?
Apenas deixo-me levar
Olhando,
E voar com a brisa…


Fátima Porto
ATENÇÃO: Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário