terça-feira, 13 de novembro de 2012

SILÊNCIOS VAZIOS





Ruas vazias
Em noite sem estrelas
Onde os sentimentos calam

Nos meus silêncios
O calor de um abraço
É somente meu

Sinto-me vazia
Como as ruas lá fora

A escuridão invade-me
Fechando os olhos
E fazendo deambular o espirito
Em outra dimensão
Pois tenho por companhia
A solidão…

Fátima Porto
ATENÇÃO: Texto registado e protegido pelo IGAC

Sem comentários:

Enviar um comentário