sexta-feira, 14 de outubro de 2011

BARCO DO DESEJO


Meu corpo
Envolto em véus
Navega no teu barco
No desejo de ondas
Brandas
Brisas suaves
Que toquem meu rosto
Façam deslizar véu que me cobre
Que tragam um beijo

Sinto na boca
Teus lábios macios
Língua sedenta
Percorrer caminhos
Desconhecidos
Ocultos
Ávidos de prazer

Navegamos assim
Teu corpo no meu
No alto mar de deleite.



Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

Sem comentários:

Enviar um comentário

RENDER-ME AO CASTIGO