sábado, 8 de outubro de 2011

SONHO DESFEITO


Ingrata desilusão
Deixou-me atraiçoar
Por sonhos
Num cenário mágico
De um desejo
Meu

Castelos no ar
Simples segredos
Onde queria mais
Que a luz da lua
E um céu estrelado
Voar na fantasia

Meu ser
Sonhou
Por algo que não alcançou
A esperança
Ficou em mistério
Na bruma do meu vaguear
Em silêncio
Num pranto solitário.


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

Sem comentários:

Enviar um comentário

SENSATEZ?