quinta-feira, 13 de outubro de 2011

FANTASIAS DE RECEIOS


Oculto meu rosto
Do medo
Abalando minha dor
Do lamento
Escondido

Tento fugir
Pela minha fantasia
Às tempestades
Aos ventos em remoinhos
Da minha alma

Esventro-me
Para o delírio
Tecido por minhas mãos
Mas só encontra
Receios
Temores
Desengano

Oh paredes
Em que descanso
Com gemidos
Sussurros surdos
Sugam meu corpo
Prendendo todo o meu ser
Como ave predadora
Esperando a minha morte.


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

Sem comentários:

Enviar um comentário

FAZ FALTA OUVIR O CORAÇÃO