quarta-feira, 5 de outubro de 2011

IMAGINAÇÃO DE DESEJOS


Meus braços
Estão vazios de tudo
Espero
Por um momento
Um instante

Abro-os
Para um abraço
Envolver a dois
Encostar-te a mim
Sentir o teu coração
Perto do meu

Meu véu
Abre-se na imaginação
Incontida
De tempo e espaço
Deixando minha alma
Reviver desejos
Escondidos.



Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

Sem comentários:

Enviar um comentário

SENSATEZ?