sábado, 8 de outubro de 2011

PÉTALAS DE SONHO


Vamos partir
Em barco sem velas
Pétalas de rosas ao vento
O levarão
Dentro da fantasia

Paixão
Sonhada
Voga a barca
Em brisa leve
Como pássaro a voar
Junto ao mar

Vai deslizando
O batel
Como a fantasia
Te ter junto a mim
Ao longo das águas mornas
E não mais acordar

Abraça-me
Quero sentir o teu calor
A brisa está fresca
Sinto um arrepio

Oh a janela do quarto
Estava aberta
O meu barco
Era um sonho.

Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

1 comentário:

QUANDO NOSSAS BOCAS SE UNIREM