segunda-feira, 3 de outubro de 2011

VENTOS DE OUTONO


Pinto
Folhas minhas
Em cores de Outono
Que chegam
Em ventos mansos

Cheiro
Terra seca
Pois caiem
E apanho
Como tesouro meu

Em remoinhos
Esvoaçam
Em bailados
Suaves
Planando
Na brisa

Ventos de Outono
Que voltam
Em frias manhãs
Trazendo as folhas
Que caiem
Por mim pintadas



Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

Sem comentários:

Enviar um comentário

SENSATEZ?