terça-feira, 25 de outubro de 2011

BOTÃO DE ROSA


Corpo
Que em botão de rosa
Te dás
Como pétalas
Perfumadas
Suaves
Abrem-se uma a uma
Na mais bela rosa
Desejada
Por vezes
Maltratada
Deitada ao chão
Espezinhada
Mas teu aroma
Inebria a paixão
Como um bálsamo
Nesse corpo
De ti Mulher


Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

Sem comentários:

Enviar um comentário