quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

AGONIA



Raios clareiam a noite escura
O ribombar dos trovões
A tempestade reina
Estremeceu a terra

Ventos em remoinhos
Apertam minha dor
Luminosos raios cortantes
Esventram o meu ser
Agonizando o sofrimento

Ventos das profundezas
Em teus braços de júbilo
Levai-me para bem longe
Para sucumbir com minhas penas…

Sem comentários:

Enviar um comentário