sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

VÉU ESQUECIDO



Véu que cobre
Meu corpo nu
Desliza
Suavemente
Sentindo tua presença

Um beijo
Um arrepio
Um estremecer
Uma carícia em meus cabelos

Mãos suaves
Percorrem caminhos
Lugares ocultos
Corpos que se cruzam
Entrelaçam
Encaixam
E vibram

Um véu caído no chão
Esquecido
Pelo amor incontido
Mansamente degustado…

Sem comentários:

Enviar um comentário

SOU ASSIM