domingo, 25 de dezembro de 2011

MEU JARDIM




Lembranças do meu jardim florido
Onde cada flor eram esperanças
Regadas de um amor sem fim

No mais profundo da alma
Existe um poço de águas límpidas
Onde lavo minhas dores
De cada espinho cravado

Cores multiplicam-se
Num desejo infinito
De quereres
Em canteiros perfumados
Rindo do passado
Olhando o futuro
Mas vivendo o presente…

Sem comentários:

Enviar um comentário