terça-feira, 6 de dezembro de 2011

RENASCER



Alma que hiberna
Do ser ausente
No renascer de amanhã

Que se eleve
Na seiva das raízes
Que de seu corpo brotam
Faça ressurgir alma nova
Pura e sã

Que clareiem os céus
E as estrelas brilhem mais alto

Sem comentários:

Enviar um comentário