sábado, 31 de dezembro de 2011

CORTE E ESPINHOS




Botão de rosa em flor
Que mal desabrochou
São te arrancadas pétalas
Como de livro as folhas
Rasgadas uma a uma

Espalhas pingos de sangue
De dores e angústias
Que te cravam na alma
Mal despontas
Para a Vida

Cortaram-te ainda em botão
Espalhando tuas pétalas
Pelos caminhos da existência
Sofrida e cheia de espinhos

Que sangue derramado
De um coração ferido
Manchando o livro
Para suas páginas rasgar

Tiraram todo o perfume
Que exalava ti , rosa…

Sem comentários:

Enviar um comentário

RASAS E ESPINHOS