terça-feira, 27 de dezembro de 2011

AO ACASO

…”Rosa deixada ao acaso
Teu pé cheio de espinhos da vida
Murchas com o tempo
Morres na solidão”…

Sem comentários:

Enviar um comentário

SOU ASSIM